Com união e investimento de R$500 mil, eles construíram a “Cidade da Fraternidade” e 500 pessoas vão deixar de sofrer com a fome, ter acesso a água limpa e produzir Em meio a uma das piores crises humanitárias do planeta, na África subsaariana, nasce uma pequena cidade com casas, área para cultivo sustentável, oficinas de

FSF realiza II Encontro em Campo Grande

  Jovens africanos acolhidos pela FSF e voluntários do Brasil e do mundo estarão na capital Um encontro que vai unir nações, religiões e culturas para fortalecer o ideal e as ações de um movimento humanitário que cresce de forma surpreendente. Dias 20, 21 e 22 de abril, Campo Grande/MS sediará o II Encontro da

Venezuelanos empregados no Mato Grosso

Desde o inicio da construção do centro de acolhimento da Fraternidade sem Fronteiras em Boa Vista, os três venezuelanos já se destacaram na obra, e receberam a proposta de trabalho do empresário Silmar Gomes de Moura, que participou voluntariamente do projeto. “Trabalhamos com construção civil e percebemos a força de vontade deles. Quando os convidei

Situação dos venezuelanos em Roraima

Alba González, coordenadora do centro de acolhimento de Boa Vista, Roraima, visitou Pacaraima. Ela relata a situação atual da imigração dos venezuelanos refugiados na fronteira. Alba também enfrentou a sofrida situação em seu país, até chegar no Brasil, há dois anos, caminhando pelo mato com um filho pequeno. Pacaraima “Presenciamos pessoas dormindo e vivendo na

Tem natal no meu coração

Na época mais acolhedora do ano, Tem natal no meu coração, é a nova campanha da Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras. Com a proposta de vivenciar o natal pela sua essência, incentivando as pessoas a ajudar o próximo. Uma família ajudando financeiramente outra, dessas, acolhidas em projetos da ONG. “Cidade da Fraternidade”, “Brasil, um coração

A cidade da Fraternidade

  Muitas famílias moram em suas “casas” do tamanho de uma casinha de boneca. E assim, milhares de outras pessoas também vivem em situações muito precárias em Madagascar. Para transformar essa realidade, ao ver tantas pessoas sofrendo, surge a ideia de construir uma cidade, e acolher. Um novo desafio. Um novo sonho de fraternidade. Um

Roraima pede Socorro

Famílias se abrigam como podem. Cozinham ao ar livre, ocupam a rodoviária, praças, canteiros. Pelo semáforo, usam placas escritas à mão, com o pedido de emprego. Só com a roupa do corpo, deixam a Venezuela e caminham até cinco dias para atravessar a fronteira com o Brasil, em busca de comida e chance de vida.

Fraternidade na Europa

A divulgação da causa na Europa encontra o amor e o trabalho de voluntários e leva adiante o sonho de fraternidade. Em todas as línguas, em todos os corações. Esse é o intuito da Fraternidade Sem Fronteiras, em agenda pela Europa, durante 20 dias de palestras e reuniões para divulgação da causa e novos projetos.