|
Davidiane já é conhecida na Fraternidade Sem Fronteiras em Madagascar. Ela é portadora de grave alergia de pele, piorada pela areia e fuligem do local. Quando nos despedimos em fevereiro de 2018, ela estava bem. Renutrida, com pele saudável e alegria incomparável, cantava e batia palmas quando brincávamos juntas. Coração apertado de saudade, peço para...
|
Clarissa Pereira da Paz trilhou um longo caminho de conhecimento até chegar ao centro de refugiados no Malawi. A trajetória de conexão e amor bem que poderia virar filme, mas para isso acontecer uma peça importante da história estava faltando: você. O cenário é um campo construído há 24 anos que começou com 9 mil...
|
Mais um belo relato de uma caravaneira emocionada em reencontrar uma criança e sua mãe, ambos completamente diferentes e recuperados, 1 ano depois, em Madagascar. Mais um belo relato que comprova que seu ato de amor faz a diferença. Um belo relato que comprova que o mover em fraternidade sempre vale a pena. “Aqui estamos...
|
O II Encontro Fraternidade sem Fronteiras reuniu pessoas adeptas de diferentes religiões e crenças que formaram laços de amizade e de afeto sincero. Prova disso foi o Diálogo Inter-religioso que proporcionou cenas de muita comoção. O espirita Roberto Lúcio, a irmã Aíla Ribeiro do catolicismo, Makota Valdina do candomblé, o Pastor Milton do protestantismo e o ator João Signorelli estudioso do hind...
|
O que te motiva? Essa foi a última pergunta para a médica de Família e Comunidade, voluntária da Fraternidade sem Fronteiras, Janaine Camargo de Oliveira. “Amor”, devolveu ela. A resposta, mesmo sendo esperada, não deixou de emocionar. Na mesma hora o apóstolo Paulo, e sua sabedoria sem tamanho, veio a mente: “E ainda que eu...
|
Estar na África “é o mais perto que chegamos de Deus”. Fátima Áquino, assistente social. Ela nos fez um depoimento comovente e revelador. “Se eu levantasse as mãos, eu tocava nas mãos Dele. Eu vi Deus naquele lugar. É um reposicionamento no universo. A Fraternidade é uma busca para sermos uma pessoa melhor. É de...
|
Giovanna Guelere Rodrigues, 21 anos, estudante de jornalismo no Mackenzie. De São Bernardo do Campo, já atuou em serviços humanitários em hospital de crianças com câncer. Segundo seu relato abaixo, nada se compara a sua viagem à Moçambique. “Existe toda uma preocupação quando a gente vai pra um lugar novo, né? Eu, que sempre tive...
|
Iniciaram os trabalhos de acolhimento aos venezuelanos refugiados. O primeiro Centro de Acolhimento – no Brasil – da Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras abriu sábado, dia 9, em Boa Vista, Roraima. Alegria, emoção e muita gratidão marcou a abertura. “As pessoas estavam com baixa estima, se sentindo abandonadas, hoje estão acolhidas, amadas”, vibrou o fundador...
|
Todos tienen una historia que contar, una historia que los define. Muchas cosas han pasado para que yo esté aquí hoy. Viví gran parte de mi vida en un campo, soñando con ser grande entre los grandes y cultivar el mundo con mis ideas, aprendí desde pequeña a cuidar de los otros y me atravesé...
|
“Eu já vi a miséria de formas variadas, já vi crianças com fome porque foram abandonadas, e porque é criança e não tem como conseguir sustento. Já vi adultos abandonados porque o seu país é miserável e o dinheiro circulante é pouco. Já vi e convivi com muitas realidades de escravização que chocam a gente,...