Projeto

Retratos de
Esperança

Fraternidade no Sertão da Bahia

No Sertão da Bahia a esperança de dias melhores nasce através do projeto Retratos de Esperança. A iniciativa, abraçada pela Fraternidade sem Fronteiras (FSF), está presente hoje em nove cidades do Estado, construindo casas, trabalhando com reforço escolar, projeto de música e aulas de futebol.

O Retratos de Esperança atua em uma das regiões mais pobres do Brasil, oferecendo, com a ajuda de voluntários, moradia para famílias que vivem em condições de extrema miséria. Juntos, com um pouquinho de cada, sonhamos em levar para eles educação, água limpa e saneamento básico.

Em março de 2019 aconteceu a primeira caravana para o Sertão foi realizada com atendimento a saúde e uma imersão linda na cultura do nosso nordeste. Ainda há muito para se fazer.

Sertão Baiano, um cenário
devastado pela seca

Uma das regiões mais sofridas do Brasil. Famílias inteiras na pobreza extrema. Sem nenhuma assistência, sobrevivem de restos, e a grande maioria passa fome, além de desesperança. Através de fotografias essa triste realidade pode começar a ter um novo rumo. Um livro, composto por 84 fotografias registradas entre 2010 e 2017 se tornou o projeto Retratos da Esperança, que nasceu devido à urgência do despertar da humanidade com a já conhecida situação dos municípios do estado e a necessidade de retorno aos fotografados.

Bismarck Araujo é o jovem fotógrafo desses retratos. De Retirolândia-Ba, regista na lente de sua câmera, a pobreza do sertão de seu estado, na memória de suas lembranças, a infância sofrida e pobre, e em seu coração, a coragem, de começar sozinho a mudar toda essa triste história.

Vídeos relacionados

TOPO