NOTÍCIAS

Aqui você acompanha notícias com
as novidades dos projetos, os acontecimentos mais recentes e
as iniciativas em prol dessa causa de amor. ❤

Escola de Matuba já tem 73% do custo da obra garantido

Casal trocou festa de casamento por construção de escola em aldeia moçambicana

Por Maria Claudia Miguel – assessoria de imprensa FSF / Campinas – SP

Refeitório concluído

O jovem casal Taina Pessoa e Renato Marques – que em 2020 lançou a campanha em prol da construção de um centro educacional na aldeia moçambicana de Matuba (África), com recursos que seriam gastos na própria festa de casamento e da colaboração em dinheiro da lista de presentes – anuncia a boa nova: 73% da meta já foram atingidos, o que significa que o dinheiro arrecadado já garante a cobertura de quatro salas de aula e do amplo refeitório. Mas a jornada continua. O ideal é entregar a obra completinha para 300 crianças do Projeto Acolher Moçambique da Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF).

Salas de aula

O início da construção foi em junho de 2021, mas a decisão pela obra já tem dois anos quando Taina, natural do Ceará, e Renato, do Rio de Janeiro, com casamento marcado para 2020, participaram, alguns meses antes, de uma missão humanitária da FSF, em Moçambique, e se depararam com a realidade da única escola da aldeia de Matuba.

Impulsionados pela realidade, os jovens, filhos de educadores, decidiram investir em uma obra que fincaria raízes naquele pedaço de chão e deixaria como legado, “o principal instrumento de desenvolvimento: o conhecimento”, apontam. “Ao invés de gastarmos com uma festa de casamento e recebermos presentes de uma lista tradicional, optamos por investir os recursos em algo que pudesse contribuir para um mundo melhor”, diz Taina, com serena determinação.

O custo total para a construção é de R$ 220 mil. Do montante já foram arrecadados 73% do valor, o que tem garantido o avanço da edificação, traçada em parceria entre o casal e a equipe voluntária de arquitetos da FSF.

Em fotos e vídeos, Taina e Renato, agora casados e radicados em Brasília, acompanham o passo a passo da obra, e festejam os detalhes, como a chegada dos materiais, a cobertura das primeiras salas de aula e agora, a conclusão do refeitório.

Primeira sala de aula concluída em agosto

Campanha

Para atingir os 27% restantes para a meta, a campanha lançada por Taina e Renato continua aberta a quem se interessar no site https://campanhadobem.com.br/campanhas/taina-e-renato. Neste endereço, todos têm acesso ao andamento da obra e a aplicação dos valores.

Sobre o término do centro educacional, Taina ainda não tem uma resposta, mas certeira, recorre ao grande educador Paulo Freire (1921-1997): “me movo como educador porque, primeiro, me movo como gente”. 

Para relembrar sobre a história do casal e o início da campanha, acesse: https://www.fraternidadesemfronteiras.org.br/casamento_escolaafrica/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias