NOTÍCIAS

Aqui você acompanha notícias com
as novidades dos projetos, os acontecimentos mais recentes e
as iniciativas em prol dessa causa de amor. ❤

Rede de Apoio e Incentivo Socioambiental (RAIS) é parceira da Campanha Viver Fraternidade – Coração Curumim

Junta a Fraternidade sem Fronteiras, parceria leva ajuda emergencial às comunidades indígenas 

 

 Por Camila Silveira – estagiária e Laureane Schimidt

 

Desde 2017, a Rede de Apoio e Incentivo Socioambiental (RAIS) tem a missão de trabalhar em defesa ao patrimônio cultural e dos direitos indígenas das etnias Kaiowá e Guarani do estado de Mato Grosso do Sul.

Nesta terceira etapa da Campanha Viver Fraternidade – Coração Curumim – , a RAIS uniu-se a Organização Humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) para levar ajuda humanitária para mais de 50 comunidades indígenas das etnias Terena, Xavante, Guarani e Kaiowá, nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e na fronteira do Brasil com o Paraguai. Além da RAIS, outras duas instituições brasileiras também são parceiras da Campanha: Coletivo Terra Vermelha e o Instituto Amigos do Coração. 

O psicólogo social, Leandro Lucato Moretti, atuante nas ações da RAIS, enaltece a importância da campanha Coração Curumim. “Acho que a campanha construída pela Fraternidade sem Fronteiras é muito importante para contribuir com a realidade dos Guarani e Kaiowá em Mato Grosso do Sul, principalmente com as questões históricas, como a alimentação e o acesso a água, que foram acirradas com o contexto da pandemia do novo coronavírus”, afirma.

A RAIS conta com a participação de pesquisadores indígenas e profissionais não indígenas em diferentes segmentos. Alguns dos projetos abrangem a agrobiodiversidade, recuperação florestal em terras indígenas e em áreas retomadas, além do acompanhamento de processos de educação escolar, reconhecimento territorial e as violações de direitos indígenas. 

“Atualmente desenvolvemos ainda um projeto voltado ao fortalecimento das práticas agrícolas de mulheres Guarani para promoção da soberania alimentar e para o combate à violência de gênero e geração”, complementa Leandro.

Com a situação de vulnerabilidade causada pela pandemia da COVID-19, a RAIS está voltada para atividades emergenciais, como ações informativas, apoio às barreiras sanitárias organizadas pelas comunidades, ações de acesso à água, disponibilização de máscaras e alimentos.

Segundo Leandro, a ação é um apoio imprescindível para fortalecer a atuação das comunidades neste momento, como as barreiras sanitárias, que vem sendo importante para o controle da circulação de pessoas nos territórios e para a prevenção a COVID-19.

Sobre a Campanha Viver Fraternidade – Coração Curumim – Lançada em 24 de Julho, a Campanha pretende atender, neste primeiro momento, 50 comunidades indígenas das etnias Terena, Xavante, Guarani e Kaiowá dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além das do país vizinho ao Brasil, o Paraguai. Durante um mês, a meta é arrecadar o valor de R$1mi para a montagem de kit com alimentos, materiais de higiene e itens de proteção (lanterna, lona, capa de chuva, máscaras, colete, cobertor, termômetro e álcool-gel); e ainda, para perfuração de poços que possibilitem o fornecimento de água limpa aos indígenas. As doações podem ser em valores a partir de R$50 pelo site da FSF ou fisicamente em dois postos de coleta em Campo Grande/MS e Cuiabá/MT, que receberão alimentos, materiais de higiene e proteção descritos no site.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Gostou e se interessou por alguma? Venha fazer parte!