NOTÍCIAS

Aqui você acompanha notícias com
as novidades dos projetos, os acontecimentos mais recentes e
as iniciativas em prol dessa causa de amor. ❤

Fraternidade sem Fronteiras inaugura centro profissionalizante para imigrantes e brasileiros na fronteira com a Venezuela

O local funcionará em Pacaraima, Roraima, com a parceria de outras instituições

              

Por:  Laureane Schimidt – assessoria de imprensa FSF

A Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) começa a coordenar, a partir desta sexta-feira (16), o Centro de Capacitação e Referência para imigrantes e brasileiros, em Pacaraima – Roraima, na fronteira entre Brasil e Venezuela. No local serão oferecidos cursos profissionalizantes, conhecimentos gerais, roda de conversa, orientações e adaptações culturais para que a comunidade possa ser reinserida no mercado de trabalho.

No prédio, cedido pela Pastoral do Imigrante, haverá seis salas, auditório, biblioteca com brinquedoteca e uma sala de empreendedorismo. Para o funcionamento do Centro, foram recebidas diferentes doações vindas de várias entidades parceiras ao projeto, como a entrega de computadores e placas solares que serão úteis para a economia de energia. A Fraternidade sem Fronteiras será a responsável pela gestão do espaço, planejamento e articulação de todos os serviços que serão oferecidos.

“Este projeto é resultado da união de forças de várias organizações como ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), Operação Acolhida do Exército Brasileiro, Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Cáritas Brasileira e Igreja dos Mórmons. Cada um teve a oportunidade de contribuir com um pouquinho para que este espaço fosse criado. E nós, da Fraternidade Sem Fronteiras, também contribuimos com a construção e desenvolvimento deste Centro e, a partir de agora faremos a gestão e manutenção do espaço”, detalha Lizandra Lima, coordenadora de projetos do “Brasil, um Coração que acolhe”.

As primeiras aulas programadas serão de Informática com capacidade para uma média de 50 pessoas por mês nos períodos da manhã, tarde e noite. As atividades serão presenciais e online, com ajuda de monitores e emissão de certificados.

“Percebemos esta necessidade, principalmente, dos nossos irmãos venezuelanos que chegam ao Brasil e ficam por um tempo em Pacaraima, sendo o primeiro município da fronteira. Muitos destes imigrantes querem ficar em Pacaraima por ser perto da Venezuela ou porque ainda não têm condições de ir para Boa Vista – capital de Roraima. Além disso, queremos atender os brasileiros que também necessitam de capacitação profissional”, explica Lizandra Lima, coordenadora de projetos do “Brasil, um Coração que acolhe”.

Pacaraima é a principal porta de entrada dos refugiados e migrantes venezuelanos que chegam ao Brasil. Antes da pandemia, a média de chegadas era de 500 pessoas por dia. Pelos dados do IBGE, a população estimada em Pacaraima é de 18 mil 900 habitantes, sendo que a  Secretaria Municiapal de Assistência Social calcula que cinco mil venezuelanos estejam vivendo no município. 

A iniciativa do Centro de Capacitação e Referência faz parte do projeto da FSF Brasil, um coração que acolhe que, desde outubro de 2017, atende refugiados venezuelanos em Boa Vista. As pessoas acolhidas recebem refeições, moradia, itens de higiene, roupas, atividades recreativas e educacional, e o fortalecimento de valores para a convivência coletiva. Atualmente, os imigrantes são acolhidos pela FSF em dois centros de acolhimento, sendo que o São Vicente II é coordenado e mantido pela FSF e abriga até 250 pessoas.

O Centro de Referência e Capacitação está localizado na Rua Um, sem número, no prédio ao lado da quadra de esportes, no Centro de Pacaraima – RR.

Para conhecer mais sobre o Projeto Brasil, um coração que acolhe, acesse aqui.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Gostou e se interessou por alguma? Venha fazer parte!