NOTÍCIAS

Aqui você acompanha notícias com
as novidades dos projetos, os acontecimentos mais recentes e
as iniciativas em prol dessa causa de amor. ❤

Escola para crianças refugiadas no Malawi completa um ano

São 208 alunos na educação infantil matriculados no Projeto Nação Ubuntu, da ONG Fraternidade sem Fronteiras 

Events, lifestyle and Documentary photos

Por Laureane Schimidt – assessoria de imprensa FSF

A Escola Ubuntu, integrante do Projeto Nação Ubuntu da Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF), completou um ano de funcionamento com 208 alunos matriculados na educação infantil com idade de 4 meses a 5 anos. Os estudantes são, na maioria, refugiados do Campo de Dzaleka/Malawi.

Events, lifestyle and Documentary photos

Desde a inauguração, o maior desafio dos 18 professores foi enfrentar a pandemia e rever todo o planejamento feito para as atividades. “Nos adaptamos aos protocolos sanitários com a instalação de mais pias para a lavagem das mãos, por exemplo, e fizemos todos os esforços para que as crianças continuassem com acesso à educação”, descreve a coordenadora da escola, Lilian Villanova.

No total, 84 funcionários trabalham no projeto Nação Ubuntu e muitos acompanham a evolução das crianças com as atividades escolares. Além do desenvolvimento cognitivo e de aprendizagem, as crianças fazem duas refeições por dia, recebem uniformes e adquirem hábitos de higiene pessoal, tudo proporcionado pelo apadrinhamento (doação mensal) do projeto, via Fraternidade sem Fronteiras.

“Tudo isso gera uma mudança muito significativa na vida destas crianças porque elas vivem em uma situação de muita vulnerabilidade onde não conseguem nem ter comida em casa e aqui passam a se alimentar melhor com refeições no café da manhã e almoço. Além do impacto nutricional, tem o impacto da higiene também. Muitas vinham com a mesma roupa a semana toda, sem condições de troca e sujas. Não tinham escovação de dentes. Somado a isso, temos o impacto pedagógico com o desenvolvimento cognitivo, da fala, idioma, compreensão do inglês e até mesmo mudanças de comportamento”, comemora a coordenadora Lilian.

O próximo desafio para a coordenação da Escola Ubuntu é a expansão para a escola primária, o ensino fundamental no Brasil. O trabalho para isso já começou com a organização curricular e a formação dos professores. 

Sobre o Projeto Nação Ubuntu – No Malawi, o Projeto Nação Ubuntu, desde setembro de 2018, tem o objetivo de mudar as histórias de vida e oferecer às crianças, jovens e toda a população de refugiados e malawianos em situação de vulnerabilidade um novo modelo de vida – uma nova oportunidade. Além da escola, são oferecidas oficinas de trabalho com biocarvão, costura e produção de sabão. As obras no local são para a construção de escolas e casas. Atualmente, 208 crianças estudam graças à FSF e 50 famílias têm casa própria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Gostou e se interessou por alguma? Venha fazer parte!