NOTÍCIAS

Aqui você acompanha notícias com
as novidades dos projetos, os acontecimentos mais recentes e
as iniciativas em prol dessa causa de amor. ❤

Fraternidade sem Fronteiras dá continuidade na segunda etapa da campanha pelas crianças órfãs da guerra na República Democrática do Congo

São quatro maneiras para ajudar:  apadrinhamento, doação única, aquisição de número para o sorteio de um carro 0 KM ou pela comemoração solidária

 

Por Laureane Schimidt – assessoria de imprensa FSF

 

A Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) dá continuidade à campanha em prol da ampliação do acolhimento de crianças órfãs pela guerra na República Democrática do Congo, na África, feito pelo projeto Órfãos do Congo. A meta é alcançar R$2 milhões em doações e  todo o recurso será destinado para a construção de um  novo orfanato em Goma para pelo menos 200 crianças.  A cidade está localizada ao leste do país e em uma das regiões mais atingidas pelos conflitos armados de milícias.  

“Estas crianças vivem em um mundo de violência e vulnerabilidade pelas ruas da República Democrática do Congo. Os pais delas morreram em conflitos e elas estão abandonadas. Todos os dias, elas lutam para sobreviverem ao medo e à fome. A FSF quer oferecer o amparo a elas com alimentação, moradia, educação, assistência médica e segurança”, descreve Maick Mutej, coordenador do Projeto Órfãos do Congo. 

No primeiro momento, em Goma, o objetivo é alugar uma casa para acolher pelo menos 50 crianças de 0 a 7 anos com maior grau de vulnerabilidade, principalmente desnutridas e doentes. 

“Queremos amparar com dignidade o maior número possível de crianças. Sabemos que a nossa meta é desafiadora e ao mesmo tempo, confiamos na união por esta corrente de fraternidade. Vendo a realidade de perto, temos a certeza de que não podemos parar o trabalho porque são muitas crianças pelas ruas totalmente desamparadas. Temos muito a fazer por elas e acreditamos que é possível”, incentiva Wagner Moura Gomes, o fundador-presidente da FSF. 

São quatro maneiras possíveis para participar da Campanha Órfão do Congo. A primeira é com uma doação a partir de R$10 pelo link: https://www.fraternidadesemfronteiras.org.br/campanhacongo. A segunda opção é a realização de uma comemoração solidária direcionando as doações para o projeto Órfãos do Congo. A FSF disponibiliza uma maneira de fazer com um link personalizado que já direciona as doações para a ONG – www.fraternidadesemfornteiras.org.br/comemoracao-solidaria.

A terceira é participar de uma iniciativa de voluntários e adquirir um número para concorrer a um carro 0KM a partir de R$20. Basta entrar em contato com Sabryna: (81)99875-9954. E a quarta maneira de ajudar é sendo um padrinho ou madrinha do projeto Órfãos do Congo colaborando com uma doação mensal a partir de R$25, o que garante a continuidade do projeto. 

A primeira etapa da campanha foi lançada durante o Natal e alcançou mais de R$1 milhão, que já foi investido na construção de três casas, uma área de lazer e uma quadra de esporte na cidade de Bukavo, mesma região de Goma, ao leste da República Democrática do Congo. Cada casa vai acolher 45 crianças. 

Pelo telefone 4003-5538 é possível ter mais informações sobre todas as iniciativas de ajuda.

 

Sobre o Projeto Órfãos do Congo –  desde novembro de 2021, a Fraternidade sem Fronteiras tem o objetivo de acolher crianças órfãs em situação de extrema vulnerabilidade pelas ruas da República Democrática do Congo. No primeiro ano de fundação, o projeto administrou um centro de acolhimento oferecendo alimentação, moradia, educação, assistência médica e segurança para crianças órfãs, mães e gestantes.  Em outubro de 2022, a FSF inaugurou o primeiro Centro de Acolhimento com sede própria na cidade de Bukavu com  capacidade para 140 pessoas. O local tem quartos e cozinha amplos e área externa para atividades recreativas e educacionais para os acolhidos. Além disso,  abasteceu com água potável cerca de 2 mil residências em Bukavu beneficiando mais de 15 mil pessoas. 

 

Realidade da República Democrática do Congo – de acordo com informações das Forças de Segurança da RDC, ao leste do país, cerca de 120 milícias estão em conflito pelo poder econômico da região que vem dos minérios existentes por lá. Esses conflitos atingem a população, gerando muitas mortes e deixando milhares de crianças e jovens órfãos. Eles trabalham para receber $1 por mês, vivem pelas ruas, não têm um lar, não vão à escola, não têm o que comer, nem o que vestir, não têm segurança, carinho e amor. Em Goma, a estimativa é de pelo menos 117 acampamentos de famílias deslocadas pelas guerras, mais de 45 mil famílias e 500 crianças órfãs.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Gostou e se interessou por alguma? Venha fazer parte!