Blog

Ajude-nos a divulgar. Compartilhe esta história!

Rate This:

[Total: 8    Média: 3.4/5]

“Nosso esquema de recuperação está dando resultados satisfatórios.”

| | Caravanas, Histórias, Madagascar

Claudete a esquerda, junto com as moças que trabalham na cozinha do Campo da Paz

A Cidade da Fraternidade trouxe esperança para mais de 500 pessoas em Madagascar. Além dos acolhidos pelo projeto, outras famílias atendidas pelos dois centros de acolhimento da Fraternidade por lá ganharam melhorias e uma nova chance de viver melhor em meio a uma miséria extrema.

Claudete Chiapini, nutricionista responsável pela fórmula usada em Madagascar para tratar os casos de desnutrição, participou da caravana estrutural em 2017 e voltou agora para aplicar algumas melhorias na área da alimentação durante a caravana que inaugurou a Cidade da Fraternidade. “Senti muita esperança no futuro das famílias acolhidas na Cidade da Fraternidade porque agora poderão participar de inúmeros projetos que serão implantados para alimentar e gerar renda para as famílias”, conta ela.

Mais de 50% da população infantil sofre com a fome severa no país, casos como o de Ângelo, Tomovaro e Razana ainda são comuns em Madagascar e é por isso que algumas melhorias foram implantadas nos centros de acolhimento da FSF por lá. “No Campo da Paz, instalamos uma área de preparo onde as fórmulas nutricionais começarão a ser produzidas. As cozinhas também foram reformadas, os fogareiros antigos, feitos de zinco foram substituídos por novos feitos com tijolo e cimento que são mais seguros para as cozinheiras e mais duráveis”, contou Claudete.

 

Outra mudança muito boa foi na área de formulações para recuperação dos desnutridos, que acabaram sendo transferidas da cozinha para dentro da clínica, para que tenham mais higiene e mais rapidez no contato entre os médicos da caravana e a enfermeira que prepara as fórmulas. Já na unidade 1, foi implantado um novo cardápio e um treinamento foi dado para as cozinheiras. Segundo Claudete, as crianças desse centro de acolhimento vão receber um cardápio mais variado para aumentar a ingestão de vitaminas e minerais.

Um caso que chamou atenção nessa última caravana foi o da menina Razana, que com 1 ano e 2 meses de idade chegou ao Campo da Paz pesando 4kg. Para ela, foi receitado a fórmula número 1, composta por leite em pó, açúcar, óleo vegetal, polivitamínico, gliconato de zinco e água, que deve ser inserida até completar 1 litro. Em uma semana, a menina ganhou 1kg. “Razana foi o melhor exemplo de que o nosso esquema de recuperação da desnutrição está dando resultados satisfatórios. A fórmula 1, que é essa que demos para ela é indicada para desnutridos agudos e recomendada por 7 dias, depois entramos com a fórmula 2 que é composta pelos mesmos ingredientes com quantidades diferentes, que deve ser consumida do oitavo dia até completar 20 semanas”, contou Claudete.

  

Um treinamento para ensinar como lavar as mãos corretamente foi feito com o pessoal da cozinha no Campo da Paz e uma pia para lavagem das mãos também foi construída. A água usada é reaproveitada depois para o banheiro.
E em Androhodroho, um pequeno centro de distribuição de alimentos está sendo instalado para atender a população da região. “Precisamos dar continuidade ao trabalho e para isso contamos com os apadrinhamentos e doações”, analisa Claudete, que completa, “na minha vida profissional, durante 30 anos de trabalho como nutricionista, considero este o mais recompensador. É preciso muito amor e paciência, mas vale a pena”, conclui.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO