Blog

Ajude-nos a divulgar. Compartilhe esta história!

Rate This:

[Total: 11    Média: 4.2/5]

Residentes da Clínica da Alma terminam curso de elétrica de baixa tensão ministrado por voluntário

| | Fraternidade na Rua, Notícias

O projeto Fraternidade na Rua deu um lindo passo na recuperação e reintegração de seus residentes na sociedade. Através do professor voluntário João Victor Dias Toledo, oito homens da Clínica da Alma conseguiram seus certificados no curso de elétrica de baixa tensão, capacitando-os assim para exercer a profissão de eletricista.

O curso teve duração de três meses e marcou essa nova fase na vida de cada participante. “Essa iniciativa foi muito importante pois quebra muitas barreiras. O Dr. João não olhou para o lado negativo das opiniões que chegaram até ele e se dedicou ao projeto com todo coração”, declarou o fundador da Clínica, Pastor Milton.

Ainda segundo ele, a notícia de que um voluntário teria se disponibilizado para ministrar o curso, foi recebida com muita alegria por todos os residentes e apoiadores. “A diferença já é notória neles, houve vida nos olhos de cada um”, conta o pastor.

Esperança e renovo foram o que moveu João a tomar a iniciativa de ministrar o curso para os meninos da Clínica da Alma. Depois de conhecer a Fraternidade sem Fronteiras em um evento, apadrinhar um projeto e participar de alguns encontros, João sentiu no coração a necessidade de fazer mais, depois que ouviu falar do belo trabalho do pastor Milton e de toda sua equipe, sentiu no coração que esse era o momento de agir. “Eu queria participar do projeto contribuindo para o futuro desses homens depois que eles saíssem da clínica”, conta João, que continua, “no começo foi um desafio porque eu sabia que muitos estavam fora da escola há um tempo, mas eu fui muito bem recebido por eles e desde o primeiro momento senti que estava em casa”.

Para o professor voluntário o maior aprendizado não está com os rapazes que concluíram o curso, mas sim com ele que saiu de lá carregando a certeza que é possível amar e recomeçar. “Eu vi que não precisa ser família para você sentir amor e que todos somos irmãos não importando os erros que cometemos.”

João tem planos para uma segunda turma no começo de 2019. “Quero começar uma nova turma e formar mais eletricistas”, declara ele.

Que a esperança se multiplique sempre!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO